25 de dezembro de 2012

Feliz Natal! ou "Como contar a seus filhos a verdade sobre o Papai Noel"

Há alguns anos, neste mesmo dia, minha filha chegou para mim e perguntou:
- Pai, o Papai Noel existe mesmo, de verdade?
Como contar a verdade sem perder a magia no Natal? Na hora, bateu uma inspiração e contei para ela uma história meio verdade, meio inventada ali mesmo, que falava sobre a origem do Natal, a origem do Papai Noel (baseado em São Nicolau) e que, ao final, colocava os pais como herdeiros da tradição criada pelo velhinho que passaria a ser conhecido como "Papai Noel".
Por fim, ela me perguntou se, então, isso queria dizer que eu era o Papai Noel dela, e que o Papai Noel mesmo, aquele velhinho barbudo e barrigudo, não existia.
Foi minha esposa quem respondeu: "A verdade é aquilo em que você acredita".
A história ficou tão boa que foi premiada no concurso do SESC em 2006, e virou um livrinho infantil publicado pela Franco Editora em 2008, com o título "A verdadeira história de Papai Noel".
Assista à história, contada em vídeo pelo próprio autor, no canal infantil da EBC.
Então, se você é pai ou mãe e tem filhos estão nesta "idade crítica", aproveite.
Porque o verdadeiro Espírito de Natal é feito do carinhos dos pais, do sorriso de seus filhos, e do brilho das estrelas refletido no olhar de toda a família.
Um Feliz Natal para todos, com muito carinho, e que o Ano Novo traga a todos não só novos sonhos, mas muitas conquistas..
Porque escrever é, acima de tudo, a arte de colocar emoções no papel.

2 comentários:

reinodoibisco.blogspot.com.br disse...

Muito legal a histórica que criou. Mantem acessa a magia do Natal. Parabéns.

Alexandre Lobão disse...

Obrigado de novo pelos seus comentários, Giovanne. Também gosto muito desta história; vale dizer que sua opinião é "corroborada" por dois especialistas - meus filhos, hoje já grandes!