23 de fevereiro de 2015

Dúvidas de Escritores: Romances ou contos? E como achar uma editora para seu livro.

F
inalmente, com este post, concluo a sequência de "perguntas acumuladas" em 2014 para a série Dúvidas de Escritores.
De qualquer forma, se apesar disso você não achar a resposta que precisa neste post ou nos posts anteriores da série, já sabe: basta perguntar!

Nesta edição, falo sobre como encontrar uma editora para seu livro e sobre o rumo a se escolher: contos ou romances?
Questão: Meu livro é um romance bem humorado, destinado ao publico juvenil e adulto, narrado na primeira pessoa. Poderia me falar alguns nomes de editoras?"CORTE. Somente quando as palavras não essenciais são cortadas é que se ressalta cada uma das essenciais"
Diana Athill, escritora e editora inglesa
Resposta: Só pelo que você falou não dá para saber.
O processo para procurar uma editora é simples: Visite uma livraria e folheie os livros que são para o mesmo público-alvo que o seu; leia suas apresentações e anote o nome e informações de contato das editoras daqueles que forem mais alinhados com o seu. A partir daí, é só visitar o site de cada editora e descobrir como cada uma avalia originais de novos autores - cada editora tem um processo diferente - e começar a enviar seu livro. Sempre que possível, ligue antes para saber se estão recebendo originais (dependendo da época, a editora pode simplesmente ignorá-los...), e se pode enviar em nome de alguém específico - o que aumenta as chances de ele ser lido.
OU... sempre há a auto-publicação, em papel (paga), impresso por demanda (gratuito, como na editora Per Se, por exemplo) ou totalmente virtual (para publicar na Amazon, por exemplo, também é de graça). Dê uma conferida aqui no Vida de Escritor, que há diversos posts cobrindo estas alternativas.

Questão: Queria muito saber se devo arriscar a escrever um romance, ou ir "praticando" criando contos com o mesmo estilo.
Resposta: Como quase tudo na literatura (e na vida...), não há uma resposta definitiva para sua questão. :) Eu, por exemplo, comecei escrevendo contos e depois fui migrando para romances; no entanto há escritores que já começam com romances (por exemplo, o André Vianco), e outros que ficam a vida inteira escrevendo apenas contos; não há uma lógica de começar com um para depois passar para o outro.

Dito isto, escrever contos pode ser mais fácil porque não é necessário desenvolver muitos detalhes sobre a trama ou os personagens, há menos personagens, e por conta disso o esforço para organizar o trabalho é menor. Por outro lado, o conto, sendo uma “narrativa mínima de impacto máximo”, traz outros desafios como por exemplo conseguir condensar o que há de mais importante em uma história em poucas linhas, sem “perder a mão” – sob a pena de não conquistar o leitor.

Sugiro que você tente organizar a trama, anotando os pontos principais pelos quais a história vai passar, registre os detalhes dos personagens e, então, faça uma “sinopse” de sua futura história em no máximo 5 páginas, como se estivesse escrevendo o resumo de um livro que você leu. Feito isso, você terá uma ideia bem melhor do que é sua história e de seu potencial em se tornar um livro ou um conto.
Depois, tome sua decisão!

E você, depois desta maratona de posts com dúvidas, ainda tem alguma? Sem stress,  entre em contato pergunte!

Gostou? este post!

3 comentários:

josé ailton disse...
Este comentário foi removido por um administrador do blog.
aquanox disse...

eu comecei um romance mais não consigo terminar! sera que acabou a inspiração? como você faz quando não consegue se inspirar?

aquanox disse...

eu comecei escrevendo um romance! fiz exatamente como voce disse! quero saber quantas paginas devo escrever