6 de agosto de 2009

Enquanto isso, na noite de autógrafos...

Então, você finalmente realizou seu sonho e conseguiu publicar um livro! Agora, vem a hora mais temida: a noite de autógrafos! Alguns problemas são facilmente resolvidos. Por exemplo: como evitar aquela situação constrangedora de ter um livro para autografar em mãos, olhar nos olhos daquele amigo da época do segundo grau, e quer seja por nervosismo, quer seja pela idade ou outra desculpa qualquer, não lembrar do nome dele? Nada mais fácil: O responsável por vender os livros pergunta o nome de cada comprador, e o escreve em um pequeno papel, que deixa dentro do livro - por mais que a pessoa insista que "não precisa, pois sou amigo do autor"! Mas nem tudo se resolve tão simplesmente. Se você acha que escrever um livro é difícil, experimente escrever dezenas (com sorte, centenas) de frases espirituosas em uma única noite! Normalmente, eu invento algumas frases, e escrevo dedicatórias com variações delas, seguidas de uma saudação mais ou menos calorosa dependendo do grau de intimidade com o leitor. Com um detalhe importante: para amigos próximos ou pessoas da mesma família, as frases precisam ser diferentes, pois com certeza eles vão comparar as dedicatórias! Como precisei pensar um monte de frases estes dias, para uma camiseta que uma empresa de camisetas está fazendo com frases de escritores, seguem algumas idéias para suas noites de autógrafos - lembrando que, caso usem ipsis literis, por favor mencionem a fonte! :) • “Escrever é construir pontes entre a mente do autor e o coração dos leitores” • “Escrever é construir pontes entre a alma do autor e a imaginação dos leitores” • “Escrever é a arte de cativar sonhos com tinta e papel” • “Escrever é a arte prender sonhos em tinta e papel” • “Um bom livro se lê nas entrelinhas” • “Um bom livro se lê nas entrelinhas, no espaço entre a alma do autor e a imaginação do leitor” • “Escrever é capturar sonhos e prender no papel, como quem faz uma coleção de borboletas. Já ler é pura magia: você as revive e liberta!” • “Todos sabem contar histórias, o escritor é apenas aquele que sabe transcrevê-las para o papel” • “Escrever é arte e ofício. A arte dá a alma da obra, mas só um bom ourives a materializa sem maculá-la” • “Escrever é mais que arte, é mais que ofício: é a soma de ambos. Sem inspiração, o livro fica sem alma; sem técnica, a alma não aparece no livro.” • “Todo autor deve sempre buscar se aperfeiçoar, pois escrever é mais que arte, é mais que ofício: é a soma de ambos. Sem inspiração, o livro fica sem alma; sem técnica, a alma não aparece no livro – e nestes casos, ou o livro não representa o autor, ou não agrada o leitor” Em breve, um post sobre motivação! Fiquem ligados!

8 comentários:

Cristiane Mota Viviani disse...

Olá, Alexandre.
Hoje te descobrir.
Amei!!!!
Obrigada pelas dicas.
Estarei agora te acompanhando.
Sucesso e Luz no seu caminho
Cris

Erodes Armendaris Acosta disse...

Meu deus vc foi minha salvação, vou usar algumas frases sim mas tabm serviu de inspiração para novas frases,,,, mas espero lembrar delas na hora pois creio que estarei meio bobo ...... uma abraço

Alexandre Lobão disse...

A ideia é essa: ser sempre original, mas aproveitar ao máximo as dicas de quem já passou por estas situações. Depois envie um comentário falando sobre sua experiência!!
[]s

MANOEL S DE MOURA disse...

legal!!! sabemos que escrever e inpirar idéias aos leitores, é como deixar que a alma fale o que realmente a mente e o coração transbordam de lícitas felicidades e sabedorias..fico feliz com os exemplos..
acabo de ascrever um livro(MÃOS QUE FALAM), valeu a dica!!

Alexandre Lobão disse...

Valeu, Manoel!
Não se esqueça que estamos publicando a série "7 coisas que aprendi" com participação de leitores do blog; caso lhe interesse compartilhar envie sua contribuição para contato arroba alexandrelobao ponto com.

[]s!

Rodrigo Antonio disse...

Belo post, vai me ajudar muito em minha primeira noite de autógrafos, agora já consigo desenvolver uma idéias!
Sucesso! Abraço!

Alexandre Lobão disse...

Parabéns pelo lançamento, Rodrigo! E parece coisa simples, mas só quem já passou é que sabe a pressão emocional e todos os detalhes que precisamos nos preocupar para sentir que tudo saiu perfeito.
E, se quiser participar da série "7 Coisas que Aprendi", entre em contato e envie sua contribuição!
[]s,

Marilda Massucatto Braga disse...

Caro Alexandre

Obrigada por essas recomendações.
abçs
Marilda