19 de abril de 2010

Saiu meu primeiro livro em português no Kindle (ou "Quer publicar no Kindle? Pergunte-me como...")

migos!
Depois de um longo e tenebroso inverso, cheio de clichês como este, saiu para o Kindle / Brasil minha primeira publicação em português (tenho outros três livros publicados lá, mas são em inglês).
Dicas rápidas para quem quem publicar no Kindle:
1) Vá ao site: https://dtp.amazon.com/mn/signin e "se logue" com sua conta de cliente da Amazon (ou crie uma na hora, se não tiver)
2) Tenha em mãos seu livro em formato do editor de textos Microsoft Word. HTML também serve, mas é ruim para a formatação; PDF nem pensar. tenha também uma imagem da capa, em boa resolução
3) Tenha em mãos, também, uma declaração da editora (caso você não seja a própria editora) por onde saiu o livro, indicando que você tem os direitos para publicar o livro no Kindle "all over the world" (sim, a declaração precisa estar em inglês)
4) Após se logar, vá na área do "dashboard" (é fácil de achar), e simplesmente publique seu livro: preencha os dados do livro, incluindo uma resenha, envie a capa e o texto, confira se o texto ficou bom (tem um "simulador de Kindle"), confirme que tem os direitos sobre o livro, indique o valor que você deseja receber, indique em que países deseja vender seu livro, e pressione "publicar".
5) Espere alguns dias. O livro deve aparecer como "Live" no dashboard, e se nada der errado vai aparecer ao mesmo tempo para venda no site da Amazon, com o valor de 2 dólares a mais do que você pediu para venda.
6) Em caso de problemas (SEMPRE ocorrem, pelo que pude ver, exceto se você publicar para venda apenas nos Estados Unidos), entre em contato com suporte da Amazon. Demorei muito tempo até conseguir achar o e-mail deles, então anotem aí: dtp-support@amazon.com. Nem perca tempo nos fóruns de suporte, eles quase nunca respondem por lá, e por e-mail respondem rapidamente. Basicamente, é isso. Dúvidas são bem vindas nos comentários!

Segue a release do livro que publiquei no Kindle:
Título: A Caixa de Pandora e Outras histórias
Endereço: http://www.amazon.com/dp/B0036VO5EW
Release: "A Caixa de Pandora e outras histórias", publicado em maio de 2000, foi o primeiro dos livros de Alexandre Lobão, autor de "O Nome da Águia". Com toques de realismo mágico, tramas envolventes e finais surpreendentes, este livro mostra que desde sua estréia o autor já dominava a técnica de envolver os leitores e levá-los a um mundo onde os limites entre real e imaginário são tênues como um virar de páginas. Nesta edição especial para o Kindle, o livro conta com três novos contos, todos premiados em concursos literários no Brasil: "Betes!" e "Sete Dias", contos de ficção científica premiados nas edições de 2008 e 2009 do concurso FC do B, e "As incríveis memórias de Samael Duncan, parte II - Cila", premiado no concurso do SESC em 2006, e que é uma prévia do próximo romance do autor.
Algumas opiniões sobre a obra:
"Mágico! Assim se expressará quem ler A Caixa de Pandora. Parece filme, parece gibi... é tudo ao mesmo tempo. O contador de histórias, com talento, diversifica temas e utiliza o recurso do diário, com isso somos levados a acreditar que os fatos realmente estão acontecendo ou aconteceram. Mas é impossível descobrir onde começa a fantasia." Joilson Portocalvo, escritor
"Confesso que, ao encetar a leitura, não me sentira entusiasmado, talvez por o apresentador dizer que o livro lembrava muitos ingredientes, inclusive o gibi, que jamais foi de minha preferência. Mas com o beneplácito de ambos os responsáveis pela identificação do autor, que é estreante, pus-me à leitura e, admito, tive vontade ou necessidade de percorrer as páginas de 'A Caixa de Pandora e Outras Histórias' com sofreguidão. Seu conteúdo, seus nove contos, é instigante, tornando-me prisioneiro do enredo, de cabo a rabo." Manoel Hygino dos Santos, Jornal "Hoje em Dia"
Leia a resenha, comentários da imprensa e assista ao teaser trailer do livro no meu site, http://www.alexandrelobao.com/
Grato pela atenção, peço que ajudem a divulgar o livro e meu blog! :) Saúde, Paz e Sucesso para todos!

37 comentários:

Luiz Fernando Santos disse...

Prezado Lobão,

a pergunta que não quer calar: quanto ao que você recebe como autor, como fica? Quero dizer: a Amazon irá vender, cobrará um valor qualquer por isso e quanto você, como autor, recebe?
É genial ter sua obra divulgada no mundo inteiro, mas somente pelo amor à arte?
Questões que me ocorrem pela valoração de qualquer trabalho com base na escrita.

Luiz Fernando Santos

Noga Sklar disse...

Caro Alexandre,
Soube do seu livro através da atualização do google, e baixei uma amostra. Embora esteja com a formatação boa, percebi que vc não tem uma TOC (índice linkado) nem capa válidas.
Seu índice, com números de página, não faz sentido no Kindle.
Caso queira torná-lo perfeito, profissional, e, aí sim, informar no seu blog o caminho das pedras, entre em contato conosco.
Somos a primeira editora no Brasil especializada em edições para Kindle. Também distribuímos na Livraria Cultura em formato ePub.
Entre em contato: editor@kindlebook.com.br

RICARDO AGUIEIRAS disse...

Oi,Alexandre Lobão!
Gostei do seu blog e ainda mais da sua generosidade em passar as informações para a publicação no Kindle... agora eu pergunto umas coisas-
1) Você tem depoimentos de quantos escritores brasileiros conseguiram vender seus livros pela Kindle?
2) funciona?... risos tá dentro da pergunta acima, né?...rsrs
3) O que acontece se você, já tendo publicado lá e no ar , tem uma proposta de alguma editora daqui? Pode publicar normalmente por aqui mesmo assim?
4) Em média, quanto cobra um capista para fazer a capa pra gente?
Abração e sucesso!
Ricardo
aguieiras2002@yahoo.com.br
http://dividindoatubaina.wordpress.com/

Anônimo disse...

Olá,

Achei as dicas muito utéis, e gostaria de sua opinião sobre algumas escritas de meu blog.

http://loucuraprazerosa.blogspot.com/

Atenciosamente,

Alexandre Lobão disse...

Vamos às respostas:
Luiz Fernando: Quando você publica no Kindle, você diz quanto quer receber por livro (por exemplo, 5 dólares) e a Amazon inclui o adicional dela para compôr o preço final (usualmente algo em torno de 2 ou 3 dólares, pelo que pude ver).
Eles pagam através de envio de cheques para o endereço que você cadastrou na Amazon.
Agora, provavelmente as vendas não devem ser expressivas - até porque pelo que ouvi dizer (números não oficiais) a quantidade de Kindles vendidos para o Brasil está em torno de 5.000 unidades...

Alexandre Lobão disse...

Caro editor@kindlebook.com.br:
Estranho seu comentário, na "prévia" mostrada durante a publicação a obra estava com capa e TOC linkada... Vou conferir e ajustar isso, obrigado!
Fora isso, vou entrar em contato com vocês também, até para poderem me ajudar na publicação dos outros títulos (caso eu consiga negociar com as editoras os direitos para Kindle).

Alexandre Lobão disse...

Caro Ricardo:
Vamos lá:
1) Você tem depoimentos de quantos escritores brasileiros conseguiram vender seus livros pela Kindle?
Não tenho idéia. Conheço pelo menos 3, mas acho que deve ser muito mais.

2) funciona?... risos tá dentro da pergunta acima, né?...rsrs
Funciona. Não espere ficar rico com isso, mas funciona.

3) O que acontece se você, já tendo publicado lá e no ar , tem uma proposta de alguma editora daqui? Pode publicar normalmente por aqui mesmo assim?
Sem problemas. Os contratos das editoras, usualmente, incluem uma cláusula indicando que elas terão o direito de publicar em qualquer mídia, em qualquer mercado - aí basta você pedir para excluir esta cláusula, já que você já publicou o livro em outra midia. Eu usualmente peço para ajustar o contrato para restringir ao mercado Brasileiro, mas nos próximos vou negociar para tirar a parte de publicação digital, ou para incluir um valor de royaltie diferenciado para esta plataforma...
4) Em média, quanto cobra um capista para fazer a capa pra gente?
Varia muito. Como as editoras é quem pagam, fico meio sem noção, mas a última vez que vi (há uns 4 ou 5 anos) o valor de um capista profissional variava entre 500 e 1000 reais.

Alexandre Lobão disse...

Oi "Anônimo"
Tentei acessar o http://loucuraprazerosa.blogspot.com/ e acusou que o blog não existe! Haverá algum erro de digitação?

M.J. Outeiro Pinto disse...

Olá Meu Amigo,

Segui suas dicas para publicação de obras para o Kindle, porém , agora ele solicita uma informação que desocnheço, ou seja, ele solicita:

Receive payments by Electronic funds transfer Check
Business Type *
SSN, TIN or EIN *

QUal a opção que você usou para recebimento?.

O que é SSN, TIn ou EIN?

Aguardo,

Muito OBrigado pela Dica.

Alexandre Lobão disse...

Caro M.J.:
Você precisa solicitar o pagamento via cheque, e não via transferência eletrônica (Electronic funds transfer) conforme você pediu; pois eles só estão fazendo transferências para os EUA (e, acredite em mim, transferências de lá para cá dão MUITO problema, mesmo quando eles permitirem isso prefira o cheque!).
Apenas para esclarecer:
* TIN (Taxpayer Identification Number) é o nome genérico para as duas próximas siglas
* SSN (Social Security Number) - é o "CPF", o número único de cada cidadão americano
* EIN (Employer Identification Number) - o o correspondente ao "CNPJ", para empresas.
[]s

Anônimo disse...

Caro Alexandre
Queria lhe perguntar se é possivel, mandar minha obra pelo kindle, mas não só no brasil, se é possivel mandar para outros paises em que essa ferramenta não é rara igual ao nosso pais???
Exemplo: posso escrever minha obra inteira em inglês e manda-la para alguma pais como os EUA??
obriado...

Alexandre Lobão disse...

Caro
Ao publicar no Kindle, o autor indica para quais países ele deseja tornar sua obra disponível. Assim, independente da língua, você pode tornar sua obra disponível para o mundo todo - foi o que fiz um de meus livros, que escrevi em português e vendi pro mundo inteiro.
[]s

Diario da Fafi disse...

Oi Alexandre, tudo bem?

Já tem algum tempo que desejo publicar no Amazon. mas não consigo.
depois que logo, não consigo acessar a dashboard.
Entra numa página para add o titulo, e é isso somente.Será isso o dashborad? rsrs.
Tenho que ter uma capa? eles não oferecem criação de capas para os livros?

Estou há dias tentando e não consigo publicar.

Se puder me ajudar ficarei imensmanete agradecida.

beijos

Alexandre Lobão disse...

Oi Fátima!
Basta de logar em https://kdp.amazon.com e clicar em "Add new Title". Será aberta uma janela onde você poderá entrar os detalhes do livro e realizar o upload do livro em formato ePub ou, se não for possível, no formato do Word (na seção "5.Upload Your Book File"). A capa vai em separado, enviada por você mesma, na seção "4. Upload Your Book Cover".

QQ problema pode falar!

Alexandre Lobão disse...

Oi Fátima!
Basta de logar em https://kdp.amazon.com e clicar em "Add new Title". Será aberta uma janela onde você poderá entrar os detalhes do livro e realizar o upload do livro em formato ePub ou, se não for possível, no formato do Word (na seção "5.Upload Your Book File"). A capa vai em separado, enviada por você mesma, na seção "4. Upload Your Book Cover".

QQ problema pode falar!

Anônimo disse...

Oi Alexandre! Muito legal seu livro no Amazon.

Dá para um escritor tirar quanto por mes media? Se nao for muito, o negocio entao é por muitos livros no amazon, não é?

Alexandre Lobão disse...

Caro "Anônimo":
Publicar livros na Amazon pelo Kindle vale tanto a pena quanto qualquer outro tipo de publicação: se você vende muito, ganha muito, mas só vende muito se tiver muitos títulos. Nenhum autor (salvo "muitíssimo raríssimas" exceções) ficou famoso ou ganhou um bom dinheiro com um, ou com poucos livros.

Leon disse...

Muito bom seu poste amigo, mas para publicar no kindle voce precisa fazer junto de uma editora? ou voce mesmo pode fazer sozinho? Como funciona o negocio de ''direitos'' sobre sua obra.

Obrigado

Alexandre Lobão disse...

Leon, se você tem os direitos de impressão ("copyright") do livro, você negocia direto com a Amazon, o que é bem fácil. Se você tem um contrato ainda em vigência com alguma editora, precisa ser através dela - aí é mais complicado, pois a editora precisa ter (no mínimo) uma conta em um banco norte-americano.

Leon disse...

Obrigado Alexandre, meu livro esta pronto então se eu mandar diretamente para eles para publicar, meus direitos ficaram dentro da amazon? não irei precisar fazer nada no Brasil pra eu ser o dono da obra?
E quanto ao pagamento, voce falou que recebe os cheques em sua casa, para descontar no banco é normal? da pra desconta em outra moeda? que claramente voce recebe em dólar ou outra moeda que seja, ou a amazon já troca a moeda dependendo do país que mandarem o pagamento.

Obrigado
boa semana

Alexandre Lobão disse...

Oi Leon!
Você tem o direito AUTORAL de todos seus livros, que é inalienável. Já o direito de PUBLICAÇÃO, o famoso "copyright", pode ser cedido para uma editora através da assinatura de um contrato. Se você não assinou contrato com ninguém, o copyright é seu, basta informar isso à Amazon. Se assinou algum contrato com alguma editora, precisará de uma declaração dela dizendo que você tem o copyright para o livro ser publicado fora do Brasil (obviamente, se for o caso).
Os cheques podem ser depositados em qualquer banco (pelo menos nunca tive problema no BB nem o Itaú), mas além da taxa ser abusiva há uma grande demora para realizar a compensação do cheque. O ideal é trocar em uma casa de câmbio, que paga menos por dólar mas as taxas da operação são mais em conta, e você sai com a grana na hora.

Leon disse...

Muito Obrigado pelas suas respostas, mas uma curiosidade por se tratar de mandarem cheque por correio, nunca chegou estraviar aqui dentro do Brasil??

Alexandre Lobão disse...

Não, nunca extraviaram nada. Aliás, só para constar, o correio daqui é bem mais confiável que o Americano - quanto tive algum problema, sempre foi por lá.

Anônimo disse...

Olá Gostaria de saber como publicar livros infantis no formato digital com os mesmos atrativos do livro em papel , isto e´com gravuras coloridas e tudo mais ,isso e´possivel? Tenho que ter o livro ja publicado por minha conta ou so o original serve , tambem quero saber se posso publicar cinco livros ao mesmo tempo .

Anônimo disse...

Oi Alexandre
Quero saber como faço para publicar um livro digital em ingles e que o mesmo seja vendido nos estados unidos ,inglaterra e reino unido.

Alexandre Lobão disse...

Caro(s) Anônimo(s):
Respondendo tudo de uma vez:
O Kindle só apresenta as imagens em preto-e-branco, mas há uma série de tablets voltados para a leitura (como o Kindle Fire e o Nook, da Barnes & Noble), além qualquer tablet em geral (como o mais famoso, o iPad) que mostram o livro em todas suas cores.
Você pode publicar quantos livros quiser ao mesmo tempo. Se você mesmo publicou seu livro, pode publicar diretamente no Kindle ou através de um "publisher" nos tablets (pesquise "iPad" aqui no blog para ver dicas sobre disso).
O livro não precisa ter sido publicado em papel, pode ser só o original, mesmo.
Em publicando através de um publisher, você escolhe os mercados onde quer que seu livro seja vendido na negociação para publicação. No caso do Kindle, você escolhe os países onde deseja que o livro esteja publicado no momento em que envia seu livro.

Cristiane Sant´Ana e Gabrielli disse...

Alexandre,
Eu publiquei meu livro no Amazon Kindle,mas quando fiz a conversão não ficou igual ao orginal do word, perdeu a formatação. Você saberia me dizer como conservar a formatação?

Alexandre Lobão disse...

Oi Cristiane,
Não há como "ajustar" esta conversão automática do Kindle; o que você pode fazer é tentar simplificar sua formatação no Word para ver se o resultado melhora.
Por outro lado, há empresas que vendem serviços de conversão de formato e algumas ferramentas gratuitas na internet para conversão; este é o caminho a seguir caso você queira um resultado mais profissional.
[]s

Jane disse...

Oi
Gostaria de saber, vi que precisava ter sumário e tal. Meu livro não tem capítulos por isso não haverá sumário. Como faz?

Dani disse...

Boa tarde Lobão,

Tudo bem? Li que sai tudo em PB. Eu ia publicar um livro sobre dicas de Noronha, com diversas fotos coloridas, mas creio que tenho que retirar as fotos. É isto? Obrigada!
Daniela

Alexandre Lobão disse...

Oi Jane,
Sem capítulos, sem sumário. Os leitores de ebook usualmente guardam a posição da última página lida, pelo que a falta de sumário não chega a ser um problema.
No entanto, ter capítulos, ou outras divisões quaisquer no livro, chame-as como quiser, é bom para o leitor sentir que está evoluindo; sem eles a leitura se torna cansativa para o leitor comum.
Dê uma repensada, e se for possível colocar qualquer tipo de divisão ou marcação para auxiliar o leitor, sugiro que o faça.
[]s!

Alexandre Lobão disse...

Oi Daniela,
Sim, é isso, o Kindle é só preto-e-branco. Ele usa uma tecnologia chamada de e-paper, ou "papel digital", que a tela não brilha. Parece exatamente como uma papel atrás de uma proteção de plástico, e é excelente para leer, mas tem esta desvantagem de não ter cores.
[]s

alex disse...

Caro Alexandre, parabéns pelo livro. Poderia meu auxiliar quanto a questão do indice ativo criado a partir do word?
Já o criei de diversas formas. No formato Kindle ele funciona perfeitamente. No entanto, não aparece na guia: indice, inicio, capa. Restando apenas as duas últimas habilitadas.
Obrigado.

Alexandre Lobão disse...

Oi Alex,
Seguem algumas sugestões:
- Faça a conversão antes de enviar, usando o programa (grátis) Calibe. Há dicas de uso da ferramenta neste endereço: http://ebookconversion.paulbrookes.net/converting-files-with-calibre/
- Inclua hiperlinks do índice para o local do documento desejado, usualmente hiperlinks dão menos erro que índices.
- Salve o texto após ser convertido pela Amazon, e edite o HTML diretamente para ajustar os problemas. O endereço a seguir dá dicas de como fazer isso: http://kindleformatting.com/formatting.php
Forte Abraço, e por favor compartilhe aqui suas descobertas! :)

Alex disse...

Caro Fernando, muito obrigado pelas indicações. Estou criando indice automático no word 2010 e continuo tendo o problema de não reconhecimento da página de indice no Kindle. Vou explorar suas dicas e retorno com os resultados.
forte abraço.

Mari disse...

Oi, Lobão. :) Eu recentemente decidi publicar algumas coisas na Amazon, mas fiquei com dúvida em certos pontos.

1) Em que lugar eu escolho pra receber o pagamento através de cheque ou pelo banco mesmo? É realmente bem ruim receber diretamente pelo banco? Onde eu moro é extremamente difícil receber qualquer coisa pelo correio (é uma vila e o carteiro não entra, só joga as cartas no portão e eu acho muito arriscado).

2) As opções que eu marquei lá na entrevista do tax influenciam na porcentagem de pagamento que vou receber? Digo, eu ser ou não uma cidadã norte-americana influencia?

Agradeço! <3

Alexandre Lobão disse...

Oi Mari,
Desculpe a demora em responder, minha vida virou de cabeça para baixo em julho e eu ainda não descobri como continuar em frente...
Mas vamos lá:
1. Pelo que me lembro, no cadastro de sua conta no site do KDP, quando você informa seus dados bancários, você informa se quer receber por cheque ou transferência bancária. Sugiro você tentar marcar a "wire transfer" (Amazon em inglês) ou transferência bancária (Amazon em português, se o texto não for este é quase este), e ficar de olho, quando em seu extrato disser que houve depósito, não aparecendo em uma semana você entra em contato com o Banco. Pode ser que eu tenha dado azar, e que este seja o melhor método, mesmo. Depois compartilhe sua experiência aqui! :)
2. Influencia de alguma forma, sim. Pode ser que o valor não faça diferença no momento do pagamento, mas se você é cidadã americana eles vão declarar seus ganhos para o fisco americano e você pode ter direito a alguma restituição no fim do ano. Pode haver outros descontos ou restituições também, mas até onde eu sei é só para efeitos de imposto de renda.

[]s,