20 de junho de 2010

Criando personagens melhores - e o resultado da promoção!

Amigos Escritores! Vejam, no fim deste post, o resultado do sorteio dos livros e da camiseta (da promoção que rolou em meu blog e twitter). Mas antes vamos ao que interessa – dicas para escritores!

Hoje vou dar mais algumas pinceladas na questão dos personagens, respondendo com mais profundidade algumas questões que me enviaram via twitter, como: “Será que criar uma ficha para cada personagem com todos os seus detalhes me ajudaria a molhar e perfumar meus textos?”, “Existem métodos básicos p/ anotações sobre perfil, histórico e links entre os personagens?” e outras do gênero.
Uma coisa que todo escritor deve ter consciência é que, seja na literatura, no cinema ou nos quadrinhos, personagens superficiais não despertam a empatia do leitor. E quando o leitor não se identifica com o personagem, dificilmente ele se importará com seu destino, fadando o livro, filme ou quadrinho ao insucesso.
Bons personagens têm vida própria. Um testemunho disso é que é todo escritor já passou pela surpresa de, ao escrever uma história mais longa, vê-la fugir do planejado porque os personagens “não agiram conforme o esperado”; ou porque um personagem falou algo que o escritor não esperava, e o autor “não podia mudar a fala, pois isso é exatamente o que ele deveria falar nesta situação”.
Bons personagens deixam o leitor perceber, nas entrelinhas, sua personalidade, pequenas manias, gostos e passatempos. Além disso, estes personagens fogem dos estereótipos e agem como pessoas reais ou, em outras palavras, não são homogêneos, evoluem dentro da trama e, em situações diferentes daquelas de sua rotina, mostram que são mais profundos e são capazes de tomar decisões que vão além do seu perfil básico.
Ao planejar uma história, sempre gaste um tempo na elaboração de seus personagens, escrevendo fichas ou mapas mentais (Dica: use o software gratuito, e bastante completo, FreeMind: http://freemind.sourceforge.net/). Alguns pontos a serem pensados para cada personagem incluem:
  • Características físicas: Como o personagem é, fisicamente falando?
  • Crenças: no que o personagem acredita, como ele lida com pessoas de outras religiões, se suas convicções são profundas, etc.
  • Perfil psicológico: Como é o personagem? O que gosta de fazer nas horas vagas? Tem algum hobby? Possui animais de estimação?
  • Origem: Onde nasceu o personagem? Em que meio social? Qual sua idade? Sua família é grande ou pequena? Onde mora?
  • Formação: Que escolas cursou ou cursa? Que empregos teve e tem? Ele gosta do que faz, ou faz por algum outro motivo?
  • Relacionamentos: O personagem tem amigos, colegas, namorada ou namorado, cônjuge? Como ele se relaciona com outras pessoas?
  • Metas pessoais: O que move o personagem? Onde ele quer chegar?
  • Obstáculos: O que o impede de chegar às suas metas? Inimigos, doenças, dúvidas, etc... Como um exemplo, segue o mapa mental de um dos personagens secundários de “O Nome da Águia” (http://www.onomedaaguia.com/), David O’Connor.
Ok, não dá para ler muito bem, mas acho que vocês pegaram a idéia, não? :)

Agora vamos ao resultado do concurso. Obrigado a todos que participaram - e fiquem antenados para futuros sorteios!
  • Ganhador da Camiseta e do livro: Jean Martins, http://twitter.com/JeanMartins. Jean, por favor me envie seu endereço e diga qual livro e qual camiseta você vai querer!
  • Ganhador do livro “O Nome da Águia” no twitter: Neste momento, o twitter não está retornando todos os RTs (alguma falha interna), assim que o problema estiver resolvido eu divulgo!

11 comentários:

Eclética disse...

Muito bacana essas dicas, vou passar a pensar melhor nas características de meus personagens antes de escrever meus textos.

Ótimo seu blog, viu?!

tenha uma ótima semana.

disse...

Ótimo guia. Adorei o seu quadrinho que não dá pra ler... :-)

bjks

Alexandre Lobão disse...

Obrigado pelos comentários, Prii e Rê!

Estou sem idéias para o próximo post, há algo sobre o que vocês queiram conversar?

[]s

NESTABLO RAMOS NETO disse...

Oi, Alexandre!
Excelente teu blog de dicas! vou sugeri-lo a outros colegas. Parabéns, cara!!!

ilona disse...

Dica muito preciosa.
Eu já tive idéias de como conhecer bem meus personhagens, para evitar desvios na historia. Mas me falaram que era bobeira isso de ficha do personagem. Segundo suas dicas, só falta alguins detalhes (importantes). Mas uma curiosidade, é ruim quando o personagem diz uma coisa que o autor não esperava?

Alexandre Lobão disse...

Oi Ilona / Mayara!
Muito pelo contrário! A meu ver, o personagem que diz algo que o autor não espera é justamente aquele que tem vida real, que tem uma personalidade bem definida.
O que não quer dizer que todo personagem bem planejado "se rebela" contra o autor; quando a gente tem a história bem planejada na cebaça, as variações são mínimas, então este conflito não (necessariamente) aparece.

Anônimo disse...

Adorei as dicas. Lembrando que a vida de cada persona -vai além do planejado assim como a vida...bjus Eu

deby. disse...

Muito bom esse post,adorei.Vou seguir essas dicas para criar meus personagens.Quero fazê-los como se fossem reais pra que as pessoas se identifiquem com eles.

Alexandre Lobão disse...

Beleza, Deby, é este o espírito. As pessoas precisam se identificar com o personagem; se ele parece algo pasteurizado, falso, é difícil que o leitor sinta empatia!
[]s!

F.Tavares disse...

Boa noite, Alexandre. Estou desenvolvendo um TCC para minha pós de pesquisa de mercado cujo tema de estudo é o uso de personagens na estratégia de comunicação das empresas nas redes sociais. Porém, para fazer um trabalho mais profundo, gostaria de fazer uma avaliação com base nos parâmetros essenciais para a criação de personagens. Vc teria indicacao de algum livro q me desse esse parâmetro? Algum q seja referencia no assunto? Agradeço desde ja! Bjs

Alexandre Lobão disse...

oi F.,
vou precisar fazer uma pesquisa mais profunda, mas gostaria de entender melhor sua questão. imagino que para seu trabalho você já tenha pesquisado às referências sobre corporate storytelling e os arquétipos de personagens do livro A Jornada do Escritor, certo? Envie-me um email para contato@alexandreLobao.com quer conversaremos com mais detalhes.